Vereador leva cartão vermelho pra câmara de Lauro de Freitas

Compartilhe a matéria

O Vereador Dr. Emanuel Carvalho levou para a sessão da Câmara um cartão vermelho para o governo do PT no que se refere a cidade de Lauro de Freitas. Ele fez um plágio ao jornalista e apresentador Raimundo Varela que, dias atrás, deu um cartão vermelho para essa gestão. Segundo Varela, durante a apresentação do jornal Balanço Geral, a prefeita Moema em 2 anos de mandato ainda não disse pra que veio e nada fez para melhorar a cidade de Lauro de Freitas. De acordo com o vereador Dr. Emanuel Carvalho, ele não estava acostumado a ver a cidade nas mídia desta forma, recebendo tantas críticas. Antes do governo do PT, a cidade era elogiada em relação ao fornecimento de saúde, educação, esporte, cultura, planejamento e gestão. Atualmente, devido ao grande desgoverno instalado na cidade, os bombardeios aconteceram com mais frequência pelos veículos de informações do estado da Bahia. A falta de professores, de medicamentos e de médicos acompanhadas das ruas cheias de buracos e dos eventos culturais sem apoios governamentais, caracterizam um verdadeiro caos. “Motivos não faltam para dar cartão vermelho pra essa gestão”, diz Dr. Emanuel. Infelizmente, combina até com com a cor do partido dos trabalhadores. No discurso, o Vereador Dr. Emanuel trouxe mais denúncias, como: a falta de fardamentos dos agentes de saúde que estavam aguardando resolução há mais de dois anos, a falta de fraudas para acamados e idosos que antes tinham acesso a esses materiais gratuitamente. E com certeza novos cartões vermelho virão! Estamos alertando a gestão das coisas que não funcionam, com objetivo de mostrar ao governo essas mazelas para ver se tentam nos ouvir e resolvem logo esses problemas afim de diminuir o sofrimento da população e sair do pesadelo da cidade de Alice. “Alice no país das maravilhas.” O filme tema desta gestão. Só eles acreditam nas maravilhas que falam, enquanto isso a cidade paralisada sofre e pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *