Laudo da polícia civil aponta que acidente de helicóptero que matou Boechat foi fatalidade

Compartilhe a matéria

As investigações sobre o acidente que resultou na morte do jornalista e apresentador Ricardo Boechat apontam para uma fatalidade. O laudo do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil de São Paulo indica que o caminhão que colidiu com o helicóptero transitava em uma velocidade aproximada de 40 km/h no momento do acidente ocorrido no Rodonel, em São Paulo, no começo de fevereiro.

De acordo com o site G1, para a Polícia Civil, que investiga o acidente, ainda não há elementos para responsabilizar alguém criminalmente pela colisão e pelas mortes. O entendimento da investigação, até então, é de que o que aconteceu foi uma “fatalidade”.

“Uma fatalidade. O piloto realizou a manobra de emergência e o motorista do caminhão também vinha em velocidade compatível”, disse o delegado Alexandre Marcos Kerckhof Cardoso e Silva, que acompanha o caso.

Fonte: BNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *